Amizade, sabores e negócios

Elas se conheceram em 2018, durante a realização de um evento para empreendedores, o StartupWeek. Além do interesse pelos negócios, mantinham em comum a formação em direito e a atuação na área de alimentação. Dailane trabalhava com a produção de salgados, doces e tortas. Rafaela produzia comida saudável.

“Em 2019, estava com uma demanda grande de eventos corporativos e por três ou quatro vezes, precisei recusar pedidos por não ter estrutura para oferecer refeições. Como não queria perder clientes, pensei: por que não? Chamei Rafaela para fornecer”, conta a idealizadora do Vila Celebrar(@vilacelebrar.salvador), Dailane Fonseca. “Achava que ainda não estava pronta, mas Dai acreditou em mim e estamos juntas até hoje”, contou Rafaela Franchi, da Lela Delícia Saudável(@leladeliciasaudavel).

As empresárias, amigas e advogadas Dailane Pacheco e Rafaela Franchi foram as convidadas de Flávia Paixão para falarem sobre amizade e parceria comercial.

Dailane e Rafaela foram as convidadas de Flávia Paixão, durante o programa ao vivo Empregos e Soluções dessa semana e contaram como a amizade se transformou numa parceria de sucesso e vem ajudando a potencializar os negócios de ambas, uma vez que, combinados,eles atuam de modo integral nos eventos corporativos e possibilitam que ampliem a clientela uma da outra.

A parceria entre elas deu tão certo que, ainda em 2019, elas estavam na produção do evento em que se conheceram e no ano seguinte, um pouco antes da pandemia, cuidaram da produção e da alimentação do evento. 

Parcerias 

Durante a conversa com Flávia, as empresárias, que já estiveram no programa separadamente, disseram que a cada evento realizado, a amizade se fortalecia e, quando veio a pandemia, que foi um período muito desafiador para todo mundo, a amizade entre elas foi a base para superação das dificuldades e de muitos aprendizados, inclusive, sobre os próprio negócios. Tanto que, recentemente, elas também trocaram os nomes das suas marcas, antes chamadas de Trigo da Vila e Franchi Fit Food. “A gente se tornou o que mais temíamos: as empresárias loucas por gestão e pela parte financeira”, gracejou Rafaela.

Completando a fala da amiga e parceira, Dailane fez questão de desmistificar e disse que empreender é assim: nem todo dia é legal. “Por vezes,é o feedback de um cliente, uma pequena alegria. o apoio de uma amiga é que faz com que sigamos, porque não é pequena a vontade de desistir”, reconheceu a representante da Vila Celebrar. Outra dica importante da empresária para a audiência foi sobre contratar uma consultoria para ajudar nos aspectos onde haja mais dificuldades, além de participar de cursos e formações, sempre que possível. 

As empresárias destacaram a importância de ampliar o conhecimento sobre gestão e finanças para que os negócios possam alcançar metas.

“No meu caso, contratei uma consultoria para organizar as fichas técnicas de cada item do cardápio, da pesagem até a montagem. Isso nos possibilitou criar uma padronização dos produtos, sem que houvesse varição no sabor, mesmo quando entram novo funcionários”, completou. Dailane diz que a meta agora é atacar o financeiro e a parte fiscal da empresa. “Minha primeira planilha era um horror, mas assim que descobri uma forma de fazer de modo mais eficiente, prontamente, dividi com Rafaela e assim fomos nos aperfeiçoando”, afirmou.

Rafaela Franchi, por sua vez, fez questão de pontuar que a ficha técnica possibilita  precificar melhor o produto, garantindo promoções ou até mesmo a retirada do prato do cardápio. “Nesse período de oscilação de preço dos insumos, esse controle é fundamental na gestão para saber que preço o prato terá e qual a melhor forma de fornecer ao cliente”, esclareceu, reforçando que é um norte fundamental para quem lida com comida. 

Lições 

Rafaela fez questão de lembrar que se vê, exclusivamente, como empreendedora foi uma virada de chave em sua vida. “Advogava, mas não era tão feliz com o exercício profissional. Me apaixonei pelo empreendedorismo quando compreendi que assim não haveria limites impostos, que eu poderia crescer sempre que quisesse”, destacou. 

Dailane reconheceu que nunca foi apaixonada pelo direito e que o curso era apenas uma ferramenta para conseguir um bom desempenho num concurso público. “Não é tão fácil realizar a transição de carreira e ouvi muito sobre deixar a carreira para fazer pão e prosseguir num negócio familiar. É claro que a formação ajuda muito nos negócios, mas a paixão veio no momento que passei a lidar com o atendimento de eventos e, depois de três anos com a padaria, me voltei mais para a fabricação de tortas, doces e salgados”, pontuou a empreendedora.

Dailane e Rafaela reforçaram a importância de desenvolver as habilidades e competências nos negócios e ter persistência para seguir.

Para ela, apesar dos desafios, existe a compreensão que o momento presente é o de semear para colher mais adiante. “Desde que mudei o nome da marca, já transferi a fábrica para três lugares diferentes, estou dormindo pouco e trabalhando muito, mas sei que isso é investimento”, reforçou. Como mensagem final, Dailane reforçou a importância de prosseguir. “Não desistam, mas isso não significa continuar o negócio cometendo os mesmos erros de sempre. É preciso aprender constantemente, inclusive, aquilo que não se gosta”, completou.

Reiterando as palavras da amiga, Rafaela pontuou que o desenvolvimento é fundamental para alcançar sempre mais. “Não adianta ser a mesma pessoa e querer atingir resultados diferentes. É preciso mudar e crescer”, finalizou.

Vale lembrar que o programa está gravado e ficará disponível para quem quiser rever ou assistir a aula de empreendedorismo das amigas e empresárias. O programa ao vivo Empregos e Soluções é apresentado todas as quartas-feiras, à partir das 18 horas, na página do Jornal Correio, no Instagram. A cada semana, um empreendedor divide suas experiências de empreendedorismo.

Fonte: Correio 24 Horas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *