De nova Medida Provisória à necessidade de reforços, Bellintani analisa situação do Bahia

A última semana foi movimentada para o Bahia. Logo após voltar aos treinos, o clube se deparou com muitas novidades, entre elas a Medida Provisória 984/2020, que altera os direitos de transmissão de jogos de futebol no país, e o possível retorno do Campeonato Baiano.

Nesta segunda-feira (22), em entrevista à Equipe dos Galáticos, o presidente Guilherme Bellintani comentou sobre os diversos temas que tomaram conta das discussões de bastidores do futebol.

Sobre MP publicada pelo Governo Federal, o dirigente explicou, primeiro, como funciona a lei em vigor. “A legislação brasileira, hoje, dá o direito de transmissão para ser vendido pelos dois clubes de uma partida. Se tem Bahia x Botafogo na Fonte Nova, a TV tem que comprar os direitos de Bahia e de Botafogo. Se o Bahia, por exemplo, vendeu seu direito à Turner, e o Botafogo para a Globo, esse jogo não poderia ser televisionado. Vários jogos do Brasileiro não podem ser transmitidos em TV fechada hoje devido à lei anterior”.

Em seguida, o mandatário elogiou e se mostrou favorável à nova medida. “Na minha opinião, essa medida provisória foi muito boa. Isso faz com que um clube não dependa mais do outro. Agora, o Bahia vende seus jogos como mandante, cada time mandante tem direito de comercializar seus jogos. Com isso, todos os jogos do Brasileiro poderão ser transmitidos em TV fechada. Mas, ainda é uma medida provisória e precisa que o Congresso aprove para passar a valer. Se o Congresso derrubar, vale a lei anterior”.

Ele defendeu que os clubes passem a negociar em bloco caso a MP seja aprovada e vire lei. “Se dez clubes se juntassem hoje para vender, eles conseguiriam vender 90 jogos para uma TV. Com a nova medida, os dez clubes conseguiriam vender 190 jogos, mais que o dobro. Aumentando o número de jogos televisionados, o valor do contrato aumenta. Por isso somos a favor da negociação em bloco”.

Em relação à Rede Globo, que detém, hoje, a maioria dos direitos de transmissão, Bellintani não vê prejuízo à emissora. “Se a lei passa a valer a partir de agora, os contratos atuais não deixam de valer. A Globo não pode perder os jogos que já adquiriu. Mas, os jogos que não estavam no contrato podem ser incluídos. Essa é nossa análise”.

O presidente tricolor ainda lembrou o benefício para os clubes, que poderão transmitir seus próprios jogos, e já anunciou o lançamento da plataforma de streaming do Bahia. “Até 2024, temos contratos de TV assinados. A partir de 2024, cada clube poderá transmitir seus jogos em suas plataformas de streaming. E o Bahia já vai lançar sua plataforma nos próximos dias. Não poderemos transmitir o Brasileiro, devido aos contratos já assinados, mas quem sabe transmitiremos já o Baiano no ano que vem. Por menos de R$ 10 por mês o torcedor poderá assistir a jogos, treinos, coletivas, ao programa do Esquadrão ao vivo na plataforma”.

Confira abaixo mais respostas de Guilherme Bellintani:

Saída de Arthur Rezende

Foi uma decisão do Bahia, apesar dele ter sido muito importante no time de transição. Temos o Rodriguinho, que acabou de chegar, o Marco Antônio, que é do clube, o Danielzinho e ainda o Ramon, não adiantava ficarmos com um jogador que não era nosso. A gente teria que comprá-lo.

Prorrogação do decreto que suspende jogos na Bahia até 6 de julho

Sendo bem franco, conversei com o governador, essa ampliação do decreto estava prevista, já era esperada por nós. O que esperamos agora é, a partir disso, dependendo do controle da pandemia, a gente consiga uma retomada no mês de julho. 

Conclusão do Campeonato Baiano no campo

Acredito e acho que é necessário. Temos muitos clubes com necessidade de jogar o campeonato. Como definiremos campeão, vice-campeão, rebaixados, quem vai para Copa do Brasil e Série D? Mas, se a maioria dos clubes entender que não dá para acabar, o Bahia não será empecilho. Mas, a posição do Bahia é de que dá para acabar.

Possível início do Brasileirão em agosto

Agosto é o mês que a gente consegue projetar a volta do Campeonato Brasileiro, mas não dá para cravar. Não dá para a agente discutir isso agora, em junho. Primeiro temos que resolver a situação dos estaduais. Se tudo caminhar do jeito que está, a previsão é agosto começar o Brasileiro e em setembro a Sul-Americana.

Necessidade de vender jogadores para amenizar a crise

Com certeza temos que vender. Já tenho falado isso para a torcida, com toda a franqueza. Vamos precisar vender jogador, a pandemia abalou em cheio as contas do Bahia e de todos os clubes brasileiros. Só dá para amenizar isso vendendo atleta. Mas, vamos analisar propostas. A janela vem em julho, agosto. O torcedor sabe que tem um presidente que sabe fazer negociação. Não vou fazer negócio na maluquice.

Situação do meia Ramires no Basel-SUI

Não tem previsão ainda. Ainda estamos em negociação com o Basel. Não sabemos, ainda, se ele vai voltar ou permanecer lá. Acredito que até o final dessa semana teremos uma resposta.

Salários do elenco e funcionários em dia

Felizmente estamos conseguindo pagar em dia. Agora, vamos para a guerra do mês de julho. Cada mês é uma guerra e um desafio diferente.

Fonte: https://www.galaticosonline.com/noticia/22/06/2020/92385,de-nova-medida-provisoria-a-necessidade-de-reforcos-bellintani-analisa-situacao-do-bahia.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *